Logon

Busca de
Desaparecidos

Nome

Desenvolvido e mantido por

Mães da Sé na Mídia

Santuário Nacional Aparecida
'Mães da Sé' vão participar do 6º dia de Novena
Data da Reportagem - 07/10/2016

​‘Maria, Senhora e Amparo dos Sofredores’, será o subtema do 6º dia do novenário de Nossa Senhora Aparecida, que acontece neste sábado, dia (08). Na Novena Solene da Noite, o presidente da celebração é Dom Antônio Emídio Vilar, Bispo de São Luiz de Cáceres (MT).

A celebração promete vários momentos importantes de emoção e devoção, inclusive a participação das “Mães da Sé”,​ conhecidas em todo o Brasil desde 1996, pela iniciativa de reunir na Praça da Sé, em São Paulo (SP), mães que têm filhos desaparecidos.

O tema do dia é uma oportunidade única para refletir Maria como uma Mãe que também sofreu pelo seu filho.​​

Catraca Livre
ONG faz ação sobre crianças desaparecidas em sessões de cinema
Data da Reportagem - 05/07/2016

​​​​​Em parceria com 20 cinemas do Brasil, a ONG Mães da Sé divulgou uma ação em sessões do filme Procurando Dory com o objetivo de conscientizar o público sobre crianças desaparecidas.​​​

A campanha foi exibida em forma de um trailer que mostravam imagens de crianças desaparec​​idas, substituindo o nome de Dory por de pessoas que a instituição está procurando. As mensagens são narradas pela dubladora da personagem Dory, Maíra Goés.​

Já foram registrados mais de 9 mil desaparecimentos de crianças e adolescentes no país. De acordo com uma pesquisa realiz​ada pelo Plid (Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos), quatro em cada dez pessoas que desapareceram em São Paulo nos últimos três anos são menores de 18 anos.

Hugo Gloss
ONG cria ação inspirada em “Procurando Dory” para alertar sobre crianças desaparecidas
Data da Reportagem - 06/07/2016

​​​​​​

Gente, que iniciativa mais linda! Aproveitando o lançamento do tão aguardado “Procurando Dory”, que estreou na semana passada e já é um grande sucesso da Disney, a ONG Mães da Sé teve a ideia de exibir mensagens em sessões do filme, alertando sobre o desaparecimento de crianças, na tentativa de ajudar famílias a encontrarem seus entes queridos.


IG
Brasileiros criam capinhas de celular para encontrar crianças desaparecidas
Data da Reportagem - 07/07/2014

​​​​Em prol da ONG Mães da Sé, Ben, 24, e Marcos, 26, enfrentaram a recusa de agências e pagaram do bolso o The Selfind Project, que teve adesão de famosos como Preta Gil e Angélica

Em uma época em que todo mundo quer tirar a sua selfie no espelho e postar no Instagram, Ben Araujo, 24, e Marcos Müller, 26, viram neste narcisismo uma chance de ajudar os outros. Sem a ajuda de qualquer agência de publicidade, os dois criativos fizeram o The Selfind Project, uma espécie de versão moderna das caixinhas de leite com fotos de pessoas desaparecidas. Em vez dos vasilhames de papel, a parte de trás das capinhas de smartphones se tornaram plataforma para disseminar o rosto de crianças perdidas. Lançada no Dia das Mães, a ação feita como trabalho solidário para a ONG Mães da Sé engajou celebridades brasileiras como Preta Gil, Fernanda Lima e Angélica, e ganha uma segunda fase neste mês. “Quando você divulga a imagem de uma criança, você aumenta muito a chance de ela ser encontrada. Quando descobrimos isto, nós ficamos mais motivado”, fala Ben em entrevista ao iG​

No dia 11 de maio, famosos postaram fotos no espelho usando, no celular, a imagem de uma criança desaparecida, junto com os dados e o contato da organização não governamental, pedindo informações sobre o paradeiro dessas pessoas. A ação atraiu mais de 17 milhões de seguidores para o perfil da organização em menos de 10 horas. “Foram cerca de 10 milhões de pessoas impactadas”, conta o criativo. Além disso, as selfies receberam aproximadamente 480 mil curtidas e mais de 15 mil compartilhamentos.​

A segunda fase é marcada pela abertura de uma loja virtual onde qualquer um pode comprar, por R$ 25, uma capinha e ajudar a divulgar o rosto de uma criança perdida. “A gente recebeu muito feedback, muita gente querendo participar também”, conta Ben. E o The Selfind Project também ganhou uma aliada importante: a apresentadora Cris Flores. “Enquanto estávamos montando esta nova parte, ela nos ligou dizendo que gostaria de estar no projeto, foi quando oferecemos a ela o posto de embaixadora”, afirma o publicitário. Mas, até se tornar um sucesso, a ideia passou por poucas e boas.​​

No fim do ano passado, Ben e Marcos estudavam juntos em uma escola de criativos quando o dicionário Oxford apontou “selfie” como a palavra de 2013. Eles perceberam que, junto com o sucesso do Instagram, esta mania tinha muito potencial midiático. “Via que as pessoas usavam capinhas de marcas sem pretensão nenhuma, mas acabavam fazendo propaganda. Foi quando começamos a juntar as coisas”, explica o jovem, se referindo aos auto-retratos feitos em espelhos. “A gente decidiu adquirir este espaço para fazer algo legal”.​
Exame
Mães da Sé distribuem figurinhas de crianças desaparecidas
Data da Reportagem - 18/06/2014

​​​​​​Completar o álbum de figurinhas da Co​pa​ para mostrar às futuras gerações tem sido a motivação de muitos torcedores, que se reúnem em diversos pontos das cidades com o objetivo de trocar os cromos repetidos e buscar as que faltam.

Com base nessa mania nacional, que atrai crianças e adultos, uma agência de publicidade apostou em uma campanha bastante interessante.

A agência NewStyle se uniu à causa da Associação Brasileira de Busca e Defesa a Crianças Desaparecidas (ABCD), popularmente conhecida como “Mães da Sé”, para conscientizar a sociedade de que existem figurinhas muito importantes que estão faltando nos álbuns de algumas famílias.

Para chamar a atenção das famílias brasileiras, em pontos movimentados da capital paulista, foram distribuídos milhares de envelopes de figurinhas com as fotos de crianças, adolescentes e adultos.

Ao abrirem os envelopes, que continham cinco cromos, as pessoas eram convidadas a colar ou divulgar as figurinhas em locais de visibilidade e nas suas redes sociais para que o maior número de pessoas possa reconhecer ou dar informações sobre o paradeiro desses desaparecidos.

O objetivo da ação é ampliar o alcance do trabalho incessante que vem sendo realizado pela associação para levar esperança e apoiar os familiares daqueles que nunca mais retornaram para suas casas.
Terra
Mães da Sé ganham aplicativo para reforçar sua missão
Data da Reportagem - 09/05/2014

​​​​ No ano em que completa 18 anos, o Movimento Mães da Sé celebra a chegada de um reforço de peso: um aplicativo que ajuda no espalhamento das fotos dos desaparecidos via Google, o maior mecanismo de buscas do mundo. Até o final de 2013, a divulgação das imagens dos desaparecidos era feita, em sua grande maioria, de forma manual, e requeria verdadeiras romarias por parte das voluntárias.

O APP pode ser baixado gratuitamente por quem possui o navegador Chrome, do Google. Uma vez instalado, todas as vezes que procurar imagens no mecanismo de busca, sobre qualquer tema, o usuário terá acesso imediato a cinco fotos de crianças desaparecidas. 

Para adquirir relevância mundial, o aplicativo, desenvolvido gratuitamente pela Agência África, recebeu o nome de Missing Children. Tanta inovação rendeu um Leão de Prata à agência, no festival de Cannes, na França.

Esperidião da Silva, fundadora e diretora das Mães da Sé que, desde 1996, trataram de 9.222 casos. “Desse total, nós encontramos 3.937 pessoas com vida e registramos 212 óbitos.” 

Até abril deste ano, nenhuma criança havia sido localizada via APP Missing Children. Mas no ano passado o programa recebeu uma carga de 900 fotos digitalizadas de desaparecidos cadastrados na instituição. 

Em 2014, uma campanha com os cantores Rogério Flausino e Wanessa Camargo, além da apresentadora Sabrina Sato, tem como missão viralizar o aplicativo na rede.

“Outra ferramenta com a qual contamos é a progressão de idade dos desaparecidos, pois usamos fotos 3D que demonstram como aquela criança estaria hoje. Temos ainda as redes sociais, que fazem um belíssimo trabalho de divulgação para encontrar as pessoas, principalmente, por meio do Facebook e do Twitter”, diz Ivanise.

Principal divulgação das imagens ainda é manual 
Diariamente chegam três novos pedidos de ajuda ao escritório das Mães da Sé, no centro de São Paulo. É feito um cadastro do desaparecido e, a partir daí, começa a divulgação na internet e, pessoalmente, no Ministério Público, Conselhos Tutelares e Varas de Infância e Juventude e Delegacia de Desaparecidos. 

“Quando eu perdi a minha filha, há 18 anos, eu não tive ninguém para me dar uma palavra de conforto, de carinho. Aqui as mães depositam sua última esperança, por isso devem ser tratadas com muito afeto, respeito, amor e consideração”, afirma Ivanise, que capitaneia um time de voluntários e parceiros composto por mães, psicólogos, advogados e assistentes sociais.

O movimento, que não tem fins lucrativos, é mantido por meio de doações voluntárias.

Veja SP
À frente do Mães da Sé, a fundadora Ivanise Esperidião conseguiu solucionar mais de 4000 casos de desaparecimento
Data da Reportagem - 13/06/2014

​​​Na noite de 23 de dezembro de 1995, Fabiana Esperidião, de 13 anos, não voltou para casa após teri do visitar uma vizinha, no bairro de Pirituba. A partir daquele momento, a vida de sua mãe, Ivanise, nunca mais foi a mesma. Durante três meses, a mulher percorreu diariamente hospitais, delegacias e as unidades do Instituto Médico Legal atrás de alguma pista sobre a garota. Até hoje não descobriu o que aconteceu com a menina. Nessa busca, acabou conhecendo outras famílias na mesma situação.​​

Em março de 1996, após um encontro organizado por ela em frente à Catedral da Sé, nasceu o Movimento Mães da Sé, entidade que ajuda na divulgação de fotos de pessoas desaparecidas e em sua procura. “Quando vivi minha dor isoladamente, cheguei à beira da loucura e definhei até pesar 36 quilos”, lembra Ivanise. “Sei quanto qualquer tipo de ajuda é preciosa nesse momento.”

Em dezoito anos de atuação, a instituição cadastrou mais de 10 000 casos no país. Desse total, cerca de 4 000 histórias tiveram final feliz. Entre vários episódios marcantes, a ONG recentemente ajudou uma mãe e um filho a se reencontrarem após 29 anos. “Muitas famílias depositam em mim seu último fio de esperança”, diz a fundadora. Mantida à base de doações, a entidade, sediada em um escritório na Rua São Bento, no centro, oferece também atendimento psicológico, psiquiátrico e assessoria jurídica gratuita.

O grande trunfo do trabalho, porém, é o apoio na divulgação das fotos. Nos anos 90, quando o tema veio à tona com a novela Explode Coração, de Glória Perez, muitas empresas imprimiam os retratos nas embalagens de seus produtos. Atualmente a exposição diminuiu, mas o Mães da Sé não desistiu. No embalo da febre do álbum da Copa do Mundo, lançou a campanha “Figurinhas Desaparecidas”, em parceria com a agência de publicidade NewStyle: na segunda (9), foram distribuídos pela Avenida Paulista 2 000 adesivos, com a imagem de pessoas desaparecidas.“Vivemos no luto da incerteza, mas, juntas, pelo menos, nos damos apoio”, diz Ivanise, que ainda tem esperanças de reencontrar a filha.

UOL
Movimento Mães da Sé
Data da Reportagem - 20/01/2014

​​​​​O programa "Bate Papo com Cris Pinho" nesse bloco recebe Ivanise Esperidião, presidente da ABCD (Associação Brasileira de Busca e Defesa à Criança Desaparecida). O programa vai ao ar toda segunda-feira, ao vivo, a partir das 18h, pela TV Geração Z.​
Gospel Prime
Vanilda Bordieri lança vídeo clipe com Mães da Sé
Data da Reportagem - 08/11/2013

​A gravadora Musile Records lançou no dia 10 de outubro em seu canal no Youtube o clipe da música “Sem Palavras” da cantora Vanilda Bordieri. O vídeo foi gravado em São Paulo no mês de julho e teve a participação das Mães da Sé.

Mães da Sé é uma organização não governamental que reúne milhares de familiares de pessoas desaparecidas. A cada 15 dias homens e mulheres se reúnem no centro da capital paulista, mais precisamente na Praça da Sé, em uma manifestação silenciosa com a esperança de encontrar seus familiares.

A letra da música casa com essa angustia de pais, mães, avós, avôs, irmãos e filhos que esperam encontrar seus entes queridos. O refrão diz que mesmo sem palavras Deus escuta o clamor da alma.​

Prop Mark
ONG Mães da Sé vai ao Facebook por crianças desaparecidas
Data da Reportagem - 10/10/2013

​​Na semana que antecede o Dia das Crianças, já virou tradição entre os usuários do Facebook publicarem fotos enquanto crianças em seus perfis. O costume na rede social, porém, se tornou oportunidade para a Age Isobar, que criou uma ação para ajudar a ONG Mães da Sé, que reúne pais de crianças desaparecidas.

A ação consiste em convidar os usuários do Facebook a escolher uma das crianças desaparecidas no banco de dados do site da ONG e colocar sua foto no perfil do Facebook. Com o conceito "Quer colocar uma criança no seu perfil do Facebook? Coloque uma que precisa ser vista", a ação tem o objetivo de viralizar as fotos, potencializando o alcance das imagens para ajudar as Mães da Sé a procurar os desaparecidos.

A criação da campanha é de Ricardo Porto, Cristiano Rodrigues e Henrique Mattos, com direção de Carlos Domingos.

O Jornal de Todos os Brasis
Mães da Sé fazem campanha para localizar crianças desaparecidas via Facebook
Data da Reportagem - 10/10/2013

​​Na semana do Dia das Crianças, que ocorre neste sábado (12), a organização Mães da Sé faz uma campanha para localizar crianças desaparecidas em São Paulo e Bahia. São 14 fotos contendo o nome completo da criança, data e local de desaparecimento, que podem ser baixadas e inseridas no perfil do usuário do Facebook.

A associação foi criada há 16 anos em São Paulo por  Ivanise Esperidião da Silva e Vera Lúcia Gonçalves, mães de duas crianças desaparecidas. De acordo com a organização, cerca de 200 mil pessoas desaparecem, por ano, no Brasil.
​ Além das informações sobre os desaparecidos, a campanha disponibiliza o seguinte telefone de contato: 11 (xx) 3337-3331.

11 3337 3331
MaesdaSe@Globo.com

Horário de atendimento
das 10h as 17h - 2ª a 6ª

Apoios

 

Rua São Bento, 370 - 9º andar - Conjunto 91 - Sala 02
CEP 01010-001 - Centro - SP

Mães da Sé © Todos os Direitos Reservados - 2014